Com 45% dos votos, a chapa de situação, “Manifesta”, saiu-se vitoriosa nas eleições do Diretório Central dos Estudantes (DCE-Livre) “Alexandre Vannucchi Leme”. Ela recebeu 3.949 votos, de um total de 8.816 votos válidos. Os nulos e em branco foram 178. Votaram, ao todo, 8.994 estudantes da graduação e da pós-graduação. As eleições ocorreram entre os dias 8 e 10/4 em todas as unidades e a apuração foi realizada em 11/4.

Outras sete chapas sete chapas concorreram; as de votação mais significativa foram “USPinova”, a segunda mais votada, com 2.228 votos (25%) e “Compor e Ouvir”, a terceira, com 1.760 votos (20%).

Constam da carta-programa da “Manifesta” as seguintes pautas: “Nenhum centavo a menos para a educação, 10% do PIB na educação pública; aumento do repasse do ICMS para os estaduais paulistas para 11,6%; abertura do livro de contas da USP; democracia na USP, eleições diretas para reitor, diretores e chefes de departamento, por uma Estatuinte livre, democrática e soberana; contra toda forma de precarização do ensino: não à redução dos trabalhos de campo e ao fechamento de laboratórios e bibliotecas; contratação imediata de profes­sores e funcionários para toda USP; e por um movimento estudantil e um DCE democrático, amplo e que combata as opressões”.

Ao longo da carta-programa também são abordados os cortes realizados pelo reitor M.A. Zago, cotas raciais, o descaso com a EACH e a situação do Hospital Universitário.

Informativo nº 398

Discussão sobre a aposentadoria dos docentes - parte 1/2

Debate: A quem serve a Base Nacional Comum Curricular?

Debate sobre Conjuntura Nacional - 20/9/2018

Debate sobre Conjuntura Nacional - 26/9/2018