1. Os funcionários da Adusp são regidos pela CLT: as variações decorrem de adiantamentos de férias e metade do décimo terceiro salário (por exemplo, março e junho), que são descontados no mês seguinte.
  2. As assessorias (jurídica + contábil + imprensa) somam mensalmente um valor  quase constante, da ordem de R$ 12 mil e não estão incluídas nessa alínea.
  3. Os itens mais importantes nessa alínea são a confecção da Revista Adusp e a impressão do Informativo (apenas essa última custa entre R$ 11 a 15 mil por mês, quando há apenas 2 edições); em junho ocorreu a finalização de um volume e sua impressão, o que acarretou despesa adicional de R$ 16,5 mil.
  4. A manutenção da infraestrutura requer valores que variam entre R$ 13,5 mil (maio) e R$ 20,4 mil (junho), com média sobre 7 meses de R$ 17 mil e não são apresentados separadamente.
  5. Campanha de Data-base contribuiu R$ 22 mil para esse total
  6. Gastos de R$ 15,4 mil com posse da nova Diretoria da Adusp (festa e registros) e R$ 10,5 mil com presença na Reunião estatutária (Conad) do ANDES-SN.
  7. Outras despesas com eventos ANDES-SN e com deslocamento para posse de nova diretoria Adunesp, em Marília.
  8. Campanha pela Democratização e eventos na greve da EACH corresponderam a R$ 8.418,00, dentro desse valor; participação em Grupos de Trabalho do ANDES-SN, a R$ 4.487,69.
  9. Campanha pela Democratização e eventos na greve da EACH corresponderam a R$ 10.663,15.

Informativo nº 373