A Agência USP publicou na Internet, em 14/12, notícia intitulada “Curso Aplicado de Direito” (http://goo.gl/jiDaX, retirada do site em fevereiro), em que divulgava essa atividade remunerada, oferecida pela Faculdade Fipecafi, privada. O curso custará, para cada aluno, o “investimento” de R$ 2.730.

O texto afirmava que a Faculdade Fipecafi é uma “entidade ligada à Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP”. No entanto, trata-se de organização privada, empresarial, sem qualquer ligação com a FEA-USP.

Na verdade, a Faculdade Fipecafi pertence à fundação privada de mesmo nome, mantida por docentes da FEA-USP e autointitulada “de apoio” à USP. Mas, a exemplo de sua congênere FIA, a Fipecafi terminou por criar ela própria uma “instituição de ensino” paralela à faculdade apoiada. Isso aconteceu mais de uma década depois da primeira tentativa da Fipecafi de lançar um curso pago de graduação em Atuária, rapidamente abortada na gestão do então reitor Jacques Marcovitch, que viu conflito de interesses na iniciativa (vide Informativo Adusp edições 199, 204, 317).

O Informativo Adusp indagou à Agência USP se existe orientação da Coordenadoria de Comunicação Social para publicação de matérias de divulgação de cursos pagos. “A orientação que existe é que se veiculem todas as atividades (cursos, seminários, palestras, etc.) que tenham vinculação com a Universidade ou suas unidades, ou seus docentes/pesquisadores”, explicou o jornalista Antonio Carlos Quinto, chefe técnico de serviço da Agência USP.

Erro editorial

O jornalista admitiu, contudo, que foi incorreta a decisão de divulgar o curso. “No que diz respeito à referida nota, lamento informar que houve um equívoco”, declarou ao Informativo Adusp. “De fato, a Faculdade Fipecafi não tem qualquer ligação com a FEA USP. Em algumas atividades da Fipecafi, especificamente, já veiculamos esta ‘ligação’ da entidade com a FEA. Afinal, no site da FEA (http://goo.gl/QBn9N) existe um link Fundações – Conheça as fundações de suporte da FEA USP (http:// www.fea.­usp.br/­­con­teudo.php?i=45) que leva a uma página com links para a FIA, Fipe e Fipecafi. Por um erro editorial, desde a redação até a revisão da nota, foi citada a informação errônea dando à Faculdade Fipecafi o mesmo tratamento dado às fundações de apoio.”

Quinto informou que, como providência imediata, a nota foi retirada do site. “Também estamos verificando junto à FEA qual o tratamento adequado em relação às fundações de apoio à unidade.”

Informativo nº 358