Ao divulgar a extensão do vale-refeição a 22 mil docentes e funcionários técnico-administrativos a partir de junho (USP Destaques 16/4), a Reitoria omitiu o fato de que 20% do valor recebido mensalmente serão descontados, a título de participação “no custeio do benefício”. Ou seja, do valor unitário de R$ 24 serão descontados R$ 4,80.

A medida está prevista na Portaria GR 5.594, de 16/4, cujo artigo 5º prevê que o “beneficiário participará no custeio do benefício com o desconto em folha de pagamento do valor correspondente a 20% do total percebido mensalmente”.

Sabendo-se que a portaria e a publicação do USP Destaques têm a mesma data, impõe-se o seguinte questionamento: por que razão a informação sobre o desconto foi omitida do boletim oficial da Reitoria? Apesar de todo o alarde da administração em torno do vale-refeição, o caráter temporário desse benefício foi admitido pelo próprio reitor, em seu programa na Rádio USP. Pode, assim, ser extinto a qualquer momento. Além disso, não entra nos cálculos de 13º, adicionais e aposentadoria e não é extensivo aos aposentados.

Docentes, insatisfeitos com as explicações sobre o vale-refeição disponíveis em http://goo.gl/R5lfk, chegam a perguntar se é possível abrir mão deste “benefício” oneroso. Outros querem saber onde ficam os postos em que os cartões deverão ser carregados.

A página da Reitoria informa apenas que os postos de benefícios nos quais será possível carregar os cartões estão “nas praças de alimentação dos shoppings centers, em grandes redes de lanchonetes, nas grandes redes de supermercados, em algumas padarias e lanchonetes, etc”. Não se sabe se existem postos nos campi e os beneficiários são orientados a consultar o site da Sodexo para descobrir qual é “o mais próximo”.

Melhor seria pagar o benefício como salário. Afinal, o ganho financeiro da operadora é óbvio, assim como é óbvio o prejuízo dos usuários do cartão. Democracia e transparência nos processos de decisão são como cautela e caldo de galinha: não fazem mal a ninguém. Ou fazem?

 

Informativo nº 346