A assembleia geral da ADUSP de 23 de maio de 2016 repudia os ataques da Reitoria da USP contra o direito do SINTUSP de manter-se na sua sede histórica, bem como questiona as ameaças de corte de ponto de funcionários grevistas, em defesa da universidade pública.

Tais ações intimidatórias constituem um sério ataque aos direitos de organização e de greve dos trabalhadores e configuram uma conduta autoritária e recorrente contra a categoria dos servidores técnico-administrativos da USP, postura essa inadmissível, sobretudo em uma instituição pública educacional.

São Paulo, 23 de maio de 2016

Assembleia Geral da Adusp