Fotos: Paulo Lima

Nos dias 16 e 17/9 a Diretoria da Adusp visitou, respectivamente, os campi da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), em Pirassununga, e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), em Piracicaba. A iniciativa vincula-se ao planejamento da Diretoria, que busca intensificar o diálogo com a categoria docente. A delegação da Adusp foi composta pelos professores Rodrigo Ricupero, presidente, Cláudio Alvarenga, segun­do­­-se­cretário, e Ciro Correia, coor­de­nador do Departamento Jurídico.

As reuniões envolveram quinze professores em Pirassununga e cerca de vinte na ESALQ. As fotografias registram a conversa realizada no Anfiteatro do Pavilhão de Ciências Humanas da ESALQ, em 17/9, da qual participou também o diretor regional da Adusp, professor Marcos Sorrentino.

Compareceram a ambas as reuniões docentes com variados “tempos de casa” (desde recém-contratados a próximos da aposentadoria), que puderam apresentar suas preocupações em relação à nova avaliação do docente, à avaliação realizada pela Comissão Especial de Regimes de Trabalho (CERT) e à aposentadoria. Relataram ainda sua insatisfação frente ao aumento da carga didática, dada a falta crescente de docentes, à imposição de férias e, de maneira geral, ao constante aumento de tarefas e às formas impositivas adotadas pela Reitoria nos mais variados aspectos da atividade docente.

Além de apresentar suas posições sobre os temas levantados, a Diretoria da Adusp expressou sua determinação de aproximar mais os colegas dos campi com a entidade, bem como facilitar o acesso dos sócios de Pirassununga e Piracicaba ao atendimento do Departamento Jurídico.

A Diretoria planeja para 2018 um ciclo de visitas ao máximo possível de unidades da USP, tanto na capital como no interior.

Informativo nº 444