Hoje, os funcionários do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo (Sintusp) se depararam com a construção de uma cerca a alguns metros da parte frontal de sua sede. Eles tentaram fazer contato com a Reitoria, sem sucesso. Foram informados de que o pessoal da Reitoria encontrava-se em reunião, que provavelmente duraria até as 15 horas. Solicitaram então ser recebidos após esse horário, mas não obtiveram resposta até a publicação desta nota.

Como se sabe, o Sintusp está sendo ameaçado de despejo, embora ocupe sua sede, regularmente, há décadas. A Reitoria obteve uma liminar judicial que permite até mesmo o uso de força policial, o que só agrava essa absurda pretensão. A cerca estaria relacionada à tentativa de despejo.

A Associação dos Docentes da USP (Adusp-S. Sind.) entra em recesso a partir de amanhã, mas considera importante registrar que esse tipo de iniciativa da Reitoria — cercar a sede de uma entidade sindical — é altamente nocivo, contribuindo para criar um ambiente de desconfiança e insegurança e minando a possibilidade de relações efetivamente democráticas entre Reitoria, funcionários técnico-administrativos, docentes e estudantes.

Tal postura não é nada condizente com o que a sociedade espera de uma instituição pública e, sobretudo, de caráter educacional. Assim, enfatizamos nosso veemente protesto!

São Paulo, 21 de dezembro de 2016

Diretoria da Adusp -S. Sind.