Na sexta-feira, 23 de dezembro de 2016, a Reitoria atendeu a solicitação do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo (Sintusp) de reunião para tratar da sede do Sindicato. Representaram a Reitoria os senhores Thiago Rodrigues Liporaci (chefe de gabinete), Salvador Ferreira da Silva e Carlos Eduardo Trevisan de Lima (ambos da Procuradoria Geral da USP). Pelo Sintusp participaram Bruno Sperb Rocha, Felipe Tomasi Cavalheri e Solange Conceição Lopes Veloso (leia a ata da reunião).

A Associação dos Docentes da USP (Adusp-S. Sind.) considera importante que a Reitoria tenha, finalmente, se disposto a receber o Sintusp, e que declare não haver “nenhuma objeção, em tese, por parte da Universidade para [que] entidades representativas tenham espaços no Campus, mas o espaço hoje ocupado pelo Sindicato atenderá as necessidades da Universidade”. Igualmente essencial, é que se disponha a dar “continuidade da negociação no MPT [Ministério Público do Trabalho] em 26.01”. 

Contudo, é inadmissível que a Reitoria não proponha nenhum espaço alternativo para o Sindicato, optando por instigar o confronto ao cercar o espaço ocupado pelo Sintusp em meio ao processo de negociação, iniciativa que só alimenta a ocorrência de um clima generalizado de desconfiança, insegurança e indignação, na medida em que diz uma coisa, mas faz outra.

Tal postura não é nada democrática e nem condizente com o que a sociedade espera de uma instituição pública e educacional. Assim, reafirmamos nosso veemente protesto!

 

São Paulo, 3 de janeiro de 2017

Diretoria da Adusp S. Sind.