Ordem contra negociação teria partido da Reitoria

A reunião agendada para 7/2 entre a Comissão de Negociação da Ocupação Creche Oeste Aberta e o superintendente da Superintendência de Assistência Social (SAS), professor Waldyr Jorge, não aconteceu. Foi a segunda tentativa frustrada de negociação entre o movimento de ocupação e a SAS. Na véspera, Waldyr Jorge pediu que a reunião fosse remarcada para o dia seguinte, alegando que teria de fazer uma cirurgia de emergência.
 
Segundo consta em documento da SAS entregue à Comissão, a ordem de cancelamento da reunião de 7/2 partiu do próprio superintendente, ficando a SAS responsável por contatar novamente a "referida Comissão, agendando dia,
horário e local para tratar os assuntos que envolvem o fechamento da Creche Oeste". Porém, diferentemente da informação que consta no documento, a ordem de cancelamento da reunião na verdade teria partido da Reitoria, segundo informações do funcionário que recebeu a Comissão.
 
"O professor Waldyr ligou, pediu para passar a seguinte informação: não vai acontecer a reunião aqui, por determinação da Reitoria. Foi tomada uma decisão lá, e se tiver alguma reivindicação, algum pedido, é para fazer lá. Porque a SAS administra as creches; porém, a política de creches é definida no gabinete do reitor", disse o funcionário aos representantes da Comissão.
 
Em 16/1/17, a SAS encaminhou comunicado aos funcionários da Creche Oeste/Pré-Escola Oeste, anunciando que entre os dias 17/1 e 20/1 seria realizada a transferência dos equipamentos, materiais e mobiliários da unidade para a Creche/Pré-Escola Central, também localizada na Cidade Universitária do Butantã. Em outras palavras: a Reitoria decidiu fechar e desativar a creche, à revelia dos pais e dos funcionários. A justificativa apresentada pela SAS: "otimizar os espaços das Creches e Pré-Escolas do campus Butantã". No dia seguinte ao comunicado, pais de alunos, funcionários e professores ocuparam a Creche Oeste, mobilizando-se contra o fechamento da unidade. A ocupação se mantém e atividades são realizadas diariamente no local.