O professor Gilberto Fernando Xavier foi o vencedor da eleição para escolha do novo diretor do Instituto de Biociências (IB), realizada em 5/11. O colégio eleitoral foi composto por 66 eleitores, e a eleição realizou-se em dois turnos, uma vez que nenhum candidato conseguiu maioria absoluta de votos no primeiro turno. Xavier obteve 33 votos no primeiro turno (no qual votaram 62 eleitores), contra 25 votos dados ao segundo colocado, professor Renato de Mello Silva. No segundo turno Xavier recebeu 32 votos, Silva 29, com dois votos nulos, num total de 63.

“O IB conta com um competente e dedicado quadro de docentes, pós-doutorandos, alunos de graduação e pós-graduação, e servidores técnico-administrativos. Temos a disposição de estimular o diálogo envolvendo todos os setores da comunidade. A leal divergência de opiniões entre pares e o respeito a essas divergências são salutares, particularmente numa instituição universitária”, declarou ao Informativo Adusp o novo diretor, que tomou posse em 11/11, a tempo de participar da reunião do Conselho Universitário. “Acredito que o estímulo ao diálogo na comunidade revelará também muitas confluências que contribuirão para que o IB se torne ainda melhor”.

A eleição no IB foi precedida de um debate entre os candidatos declarados (com a participação ainda de dois outros professores), em 3/11, e uma consulta informal à comunidade, com votação presencial e à distância (on line), em 4/11. 

Debate de 3/11

A abertura do debate contou com a participação do vice­-diretor  (então no exercício da diretoria), professor Welington  Delitti, que explicou as regras do processo eleitoral e informou que a congregação indeferiu os pedidos de dispensa dos professores elegíveis não interessados em se candidatar.

Compuseram a mesa os professores Gilberto Fernando Xavier, Renato de Mello Silva, Ricardo Pinto da Rocha e Carlos Arturo Navas Iannini. Na primeira etapa do debate, foram sorteadas quatro das perguntas que haviam sido enviadas ao Grupo de Traba­lho “Para Pra Pensar IB”, e depois respondidas por todos os debatedores, mediante sorteio da ordem de fala. As perguntas diziam respeito ao diálogo com  a  comunidade, ao papel de um diretor para além de administrador, à formação de estudantes de graduação e pós­-graduação, às prioridades de reforma física no instituto (acessibilidade e segurança).

Na segunda etapa os debatedores responderam a perguntas dos presentes. Foram  discutidos pontos como maior representação de funcionários e estudantes, extensão,  a gestão Zago e a relação com a Reitoria, a plenária dos três setores como espaço de diálogo da comunidade com o diretor, posição sobre privatização e posição sobre  transparência financeira.

Consulta de 4/11

A consulta à comunidade contou com a participação de 239 estudantes (20,6% do total de 1.163), 110 funcionários (48,5% do total de 227), 51 docentes (44% do total de 116) e 12 pós-doutorandos (17% de um total de 70), num total de 412 eleitores.

O professor Gilberto Xavier recebeu 255 votos (61,9% dos votos totais), assim distribuídos: 148 entre os estudantes, 70 entre os funcionários, 34 entre os docentes e 3 entre os pós-doutorandos. O professor Renato de Mello Silva recebeu 46 votos (11,2% dos votos totais), assim distribuídos: 26 entre os estudantes, 13 entre os funcionários, 7 entre os docentes.

Outros 25 docentes foram relacionados na consulta, por serem elegíveis, e receberam votos, mas não disputavam efetivamente o cargo de diretor. Houve também dois votos em branco e nove votos nulos.

Informativo nº 393