HRAC desvinculação Hospital Universitário

  • Atos públicos em Bauru em defesa do HRAC: "Fica, Centrinho!"

    Foram realizados dois atos públicos em defesa do HRAC de Bauru, em 23/9 e 2/10. Confira reportagem do Jornal da Cidade de Bauru sobre o ato de 2/10.

  • Após apoiar abertamente desvinculação do HRAC no Co, diretora da FOB recua e faz declarações contraditórias

    A diretora da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) e presidente do Conselho Deliberativo do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais de Bauru (HRAC, chamado de "Centrinho"), Maria Aparecida Machado, a Cidinha, vem recuando da posição que sustentou abertamente na reunião do Conselho Universitário (Co) de 26/8, de apoiar decididamente a proposta da Reitoria de desvinculação do hospital.

  • Bauru rebela-se contra transferência do HRAC

    Uma audiência pública sobre a desvinculação do HRAC (“Centrinho”), realizada em 16/9, lotou a Câmara Municipal de Bauru e mostrou forte resistência ao projeto do reitor M.A. Zago. O prefeito Rodrigo Agostinho compareceu e disse que o HRAC deve ser defendido “com unhas e dentes”. A convite da Câmara Municipal, o professor Francisco Miraglia manifestou-se, em nome da Adusp, e informou que a entidade pedirá ao Conselho Universitário da USP (Co) que a desvin­cu­la­ção seja revogada, até porque não obteve o quórum necessário.

  • No debate de 18/9, equipe do HU e docentes contestam relatório que fundamenta a proposta de desvinculação

    Foto: Daniel Garcia

    Sebastião Neto, autor, insiste em custo de R$ 1,5 milhão por leito/ano, sem convencer. Pinhata Otoch acusa a Reitoria de precipitação e leviandade

    O debate “A desvinculação do HU”, organizado pela Comissão de Mobilização da Adusp e realizado em 18/9 no auditório da Geografia, reuniu o professor José Sebastião Neto, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), autor do relatório utilizado pela Reitoria para subsidiar a proposta de desvinculação do Hospital Universitário e do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais de Bauru (HRAC), e o professor José Pinhata Otoch, diretor médico do HU.

  • Promotor de Saúde Pública recebe comissão e diz ver com preocupação planos da Reitoria para desvincular HU e HRAC

    O promotor Arthur Pinto Junior, da Promotoria de Saúde Pública do Ministério Público Estadual, recebeu em audiência, em 15/9, comissão composta por profissionais que atuam no Hospital Universitário (HU) e o presidente da Adusp, Ciro Correia, para tratar das propostas e do modo como a Reitoria tem investido contra a vinculação do HU e do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais de Bauru (HRAC, “Centrinho”) à USP.

  • Conselho Universitário adia por 30 dias decisão sobre HU, mas aprova desvinculação do HRAC

    “Demissões voluntárias” (PIDV) e reajuste salarial serão discutidos em 2/9, em nova reunião do Co

    Na reunião do Conselho Universitário (Co) de 26/8, realizada no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), a proposta da Reitoria de desvinculação do Hospital Universitário (HU) foi retirada da pauta por 30 dias. Porém, o Co aprovou por 63 votos a favor, 27 contrários e 16 abstenções a desvinculação do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais de Bauru (HRAC). Outros pontos previstos na pauta, como a proposta de criação de um Plano de Incentivo a Demissões Voluntárias (PIDV) e a questão das negociações salariais, foram remetidos a uma nova reunião do Co, a ser realizada já em 2/9.