Fórum das Seis aprova indicativo de greve a partir de 1º/6

Na reunião de negociação realizada em 14/5 com o Fórum das Seis, o Conselho de Reitores (Cruesp) apresentou a seguinte proposta de reajuste salarial: 4% em maio (a serem pagos em junho) e 3,09% em outubro (a serem pagos em novembro).

Daniel Garcia
Bahiji Haji

Além disto, o Cruesp se comprometeu a defender na Assembleia Legislativa (Alesp), para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, a sua proposta já apresentada em 2014: aumento do repasse para as universidades da Quota Parte do Estado do ICMS, dos atuais 9,57%, para “no mínimo 9,907% do total do produto da arrecadação do ICMS” e a mudança do teto constitucional do Estado para o limite permitido pela Constituição Federal: 90,25% do subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Saiba mais sobre a reunião de 14/5 no Boletim do Fórum das Seis.

Em seguida à reunião com o Cruesp, o Fórum das Seis reuniu-se e aprovou indicativo de greve a partir de 1º/6. O indicativo será discutido nas assembleias das categorias nas três universidades. Haverá nova reunião com os reitores em 25/5, para que o Cruesp receba o resultado da rodada de assembleias das entidades.

É fundamental que se avalie essa proposta em cada unidade, bem como que se discuta o ataque do governo Alckmin às universidades, ao propor na LDO que o já insuficiente repasse de 9,57% do ICMS passe a ser um limite máximo e não mínimo para financiar a USP, Unesp e Unicamp.

Para discutir e deliberar a esse respeito, compareça à Assembleia Geral da Adusp, na próxima quarta-feira, dia 20/5, às 17 horas, no Auditório Abrahão de Morais, no Instituto de Física (IF), com a seguinte pauta:

  1. Proposta salarial do Cruesp para a data-base 2015
  2. Defesa contra o ataque do governo na LDO
  3. Os ataques da CERT

Colega, discuta essa pauta na sua unidade e compareça à AG de 20/5!