Foto: Daniel Garcia

Um bloco constituído por professoras da Universidade de São Paulo (USP) participou do grande ato e da marcha pelo Dia Internacional da Mulher, realizados na capital paulista no dia 8 de março. Ambos marcados pela forte presença da imagem de Marielle e por intensas manifestações de repúdio à onda de feminicídios, à violência doméstica e à discriminação de gênero, à reforma da Previdência e ao governo Bolsonaro.

Daniel Garcia

As professoras da USP estiveram presentes na Avenida Paulista e, depois, percorreram a Rua Augusta até o centro da cidade. A Diretoria da Adusp foi representada pela professora Michele Schultz, vice-presidente. 

A mobilização envolveu Adusp, Sintusp, DCE-Livre e Rede Não Cala USP. Uma atividade preparatória, a “Plenária das Mulheres dos 3 Setores da USP”, foi realizada na FFLCH, em 27 de fevereiro.