Medida judicial vai pleitear a exclusão da cláusula 22, que veda expressamente a continuidade do plano caso ocorra demissão ou aposentadoria do docente, e a inclusão de uma cláusula que assegure a continuidade do plano para os dependentes no caso de morte do ou da titular, nos moldes da extinta Apólice 8.270, administrada pela FUSP

A Assembleia Geral da Adusp realizada em 19/9/2019 aprovou a sugestão contida na nota técnica elaborada pela advogada Luísa Stopassola, especialista em direito do consumidor, no tocante a duas das questões mais preocupantes para os docentes beneficiários do Plano de Saúde Bradesco e que migraram do extinto contrato com a Fundação Universidade de São Paulo (FUSP) para o contrato que tem a Qualicorp como administradora.

Assim, a AG aprovou que seja ajuizada “Ação Civil Pública, por meio de sua Assessoria Jurídica, para pleitear a inclusão de cláusula no contrato de Plano de Saúde coletivo operado pela Bradesco Saúde e administrado pela empresa Qualicorp, a fim de assegurar o benefício da remissão, ou seja, a continuidade do plano para os dependentes em caso de falecimento do titular, nos moldes da Apólice 8.270, extinta pela ocorrência de migração contratual”.

Na ocasião, a AG autorizou igualmente que na mesma ação seja requerida a exclusão da Cláusula 22 do contrato com a Qualicorp e Bradesco Saúde, que veda expressamente a continuidade do plano em caso de demissão ou aposentadoria do servidor.

Notas da Diretoria

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.