Considerando que a gestão da professora Suely Vilela está quase se encerrando, cabe lembrar seu compromisso, em audiência com a Adusp, de dar claros para as unidades que manifestassem interesse em manter em seus quadros docentes não indicados na Sexta Etapa do processo de desprecarização (Informativo Adusp 275).

Embora esse processo tenha efetivado um grande número de professores, é necessário que as unidades tomem providências no sentido de garantir os claros dos docentes não indicados. Afinal, a instituição é a única responsável pela situação irregular em que se encontram esses professores.

 

Matéria publicada no Informativo nº 291

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.