“Democracia&Agroecologia” será o tema central da Semana Agroecológica Piracicaba Orgânica (SAPO) de 2022, que será realizada nos dias 1º, 2, 3, 5, 8, 9 e 22 de outubro em diferentes locais da cidade, como a Casa do Hip Hop, o Horto Florestal Tupi e o bairro Novo Horizonte. 

Após a realização de um Café Solidário às 8h30 de 1º de outubro (sábado), na Casa do Hip Hop, o evento será aberto, às 9h30, com exposições sobre o tema “Democracia&Agroecologia: a importância desses dois ferramentais na gestão da sociedade na atualidade”, a cargo da secretária municipal de Agricultura, Nancy Thame, e do professor Marcos Sorrentino, que atua no Laboratório de Educação e Política Ambiental (OCA) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP).

Nesse mesmo dia, a mesa seguinte, às 10h45, terá como tema “Agricultura Familiar e Comunitária-Rural Periurbana e Urbana e o seu Fomento”, que tratará de temas como o Programa de Aquisição de Alimento da Agricultura Familiar (ATER) e o Plano Municipal de Gerenciamento dos Resíduos Sólidos, com a participação da secretária Nancy Thame, de Natália Doria, do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Piracicaba (Comsea), da professora Adriana Nolasco (Esalq) e da promotora de justiça Alexandra Facciolli, do Grupo Especial de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público de São Paulo. 

A terceira mesa do dia, às 14h00, é intitulada “Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), aprovada em outubro de 2021 e não regulamentada até o momento. Estágio atual e quais passos até começar a funcionar. Como será a Caisan de Piracicaba?”, tendo como participantes Cláudia Novolette, presidenta do Comsea, Natália Doria e Euclidia Fioravante, secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

A última mesa do dia será realizada às 15h30, tendo como tema a Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica (PEAPO) e o Plano Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica (PLEAPO). Luan Trento, da Associação Paulista de Agroecologia, discorrerá sobre o atual estágio do desenvolvimento da regulamentação e suas previsões de implementação.

A programação do dia encerra-se às 17h30, quando Ubirajara Sabino fará as considerações finais. 

Na manhã de domingo haverá mutirão na Horta Comunitária da Casa do Hip Hop. Na segunda 2/10 as atividades farão referência ao Dia Mundial e Municipal da Agroecologia e ao mundo das abelhas nativas. Um dos destaques é a leitura dramatizada da obra A Convenção dos Ventos, de Ana Primavesi. Na quarta 5/10, às 19h30, haverá uma atividade na Câmara Municipal, onde ocorrerão homenagens relacionadas ao Dia Municipal da Agroecologia.

No dia 6/10, a agenda da SAPO conta com duas mesas relacionadas ao tema “Perspectivas da segurança e soberania alimentar para os próximos anos no Brasil”, que serão realizadas a partir das 14 horas no Anfiteatro do Pavilhão de Ciências Humanas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), como evento comemorativo do Dia Mundial da Alimentação

Além de Nancy Thame e Cláudia Novolette, participarão desse debate os docentes da Esalq Paulo Eduardo Moruzzi Marques, diretor regional da Adusp, e Sílvia Helena Galvão de Miranda, coordenadora do grupo de trabalho da USP “Políticas Públicas de Combate à Insegurança Alimentar e à Fome”; Francisco Menezes, coordenador do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional; e Eunice Pimenta, dirigente estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Confira aqui a programação completa da SAPO 2022.

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.