A Diretoria da Adusp conclama os e as docentes a se unir às manifestações em defesa da democracia e em repúdio aos atos golpistas ocorridos neste domingo (8/1) em Brasília e outras cidades do país.

Várias manifestações foram convocadas para esta segunda-feira (9/1).

Em São Paulo, a Reitoria da USP e a Faculdade de Direito da USP convocam autoridades, juristas e a sociedade para um ato em defesa da democracia a partir das 12h no Salão Nobre da Faculdade de Direito, no Largo de São Francisco.

Movimentos e organizações populares realizam ato público no vão do Masp, na Avenida Paulista, a partir das 18h. A manifestação é convocada por movimentos como a Frente Povo Sem Medo, a Frente Brasil Popular, a Coalizão Negra por Direitos e a Convergência Negra.

Há manifestações programadas para outras cidades com presença de unidades das universidades estaduais paulistas. Em Piracicaba, o ato será realizado na Praça José Bonifácio, a partir das 16h30min. Em Campinas, a concentração ocorre no Largo do Rosário, às 17h. Em São Carlos, a manifestação será às 18h na Praça Coronel Salles.

Leia a íntegra da nota da Diretoria da Adusp contra os ataques criminosos em Brasília

A Diretoria da Adusp repudia veementemente os ataques às sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário ocorridos no dia 8 de janeiro de 2023.

Os atos criminosos cometidos por centenas de pessoas são o ápice das manifestações que vêm ocorrendo desde o final do segundo turno das eleições, cuja motivação é o não reconhecimento do resultado das urnas, reivindicando intervenção militar e, consequentemente, um golpe de Estado. 

A permanência de acampamentos em frente a quartéis em várias cidades brasileiras com este fim, sem que houvesse ação das forças de segurança pública sob o falso argumento de que realizavam manifestações pacíficas, fez com que o movimento perdurasse. É inadmissível que as instituições que deveriam garantir a segurança pública não só sejam coniventes, mas ajam a favor de crimes contra a democracia. O que aconteceu em Brasília neste dia 8 resulta em grande parte desse processo de omissões e cumplicidade. 

Estivemos e estaremos nas ruas em defesa da democracia, do processo eleitoral e das liberdades democráticas. 

Convocamos as e os docentes e toda a comunidade USP a se somar às manifestações contra qualquer ato que tenha como motivação ataque ao estado democrático de direito. 

Diretoria da Adusp

São Paulo, 8 de janeiro de 2023.

 

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.