A diretoria da Adusp manifesta profunda preocupação com o relato dos funcionários técnico-administrativos da Prefeitura do campus da Cidade Universitária, que indicam grave deterioração de condições de trabalho, além de denúncias de assédios moral e de gênero.

É imperioso que a militarização e a judicialização empregadas pela Reitoria contra a luta e paralisação dos trabalhadores da citada Prefeitura sejam imediatamente substituídas por negociações efetivas, juntamente com criteriosa e integral apuração dos fatos que deram origem a essa legítima manifestação dos funcionários técnico-administrativos da Prefeitura do campus de São Paulo.

16 de abril de 2015
Diretoria da Adusp

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.