Nota do Fórum das Seis

O recuo do governo Doria, retirando do PL 529 o confisco de recursos das universidades estaduais paulistas e da Fapesp não decorre exclusivamente da ação do Cruesp, como parece querer fazer crer o Comunicado Cruesp nº 10/2020, de 8/10/2020, embora reconheça e agradeça “a toda comunidade acadêmica pela intensa mobilização em defesa da preservação da autonomia financeira e de gestão das universidades”, como se isso fosse um elemento coadjuvante menor nesse processo.
 
Toda e qualquer vitória na luta contra o PL 529 é também, em grande parte, consequência da atuação das entidades que compõem o Fórum das Seis e, dentro da mobilização conjunta das entidades do funcionalismo público paulista como um todo, reunidas na Frente Paulista em Defesa do Serviço Público, bem como do trabalho incansável dos deputados e deputadas que desde sempre nos apoiam.
 
O Fórum das Seis lamenta que o Cruesp limite as suas ações exclusivamente à parte do PL 529 que afeta diretamente às universidades e à Fapesp, deixando em sua nota a impressão de que, para os reitores, a questão deste projeto de lei nefasto estaria superada simplesmente com a retirada desse dispositivo, desconsiderando todas as outras implicações devastadoras para o serviço público e para o povo paulista, inclusive para a comunidade universitária com as consequências que dele decorrem.
 
Finalmente, o Fórum das Seis reitera o seu compromisso de continuar na luta conjuntamente com as entidades representativas do serviço público paulista contra o PL 529 como um todo.
 
#NÃO AO PL 529