Conforme deliberado na Assembleia Geral de 15/6, docentes da USP vão parar nesta quinta-feira (24/6), e razões para isso não faltam. São as condições de trabalho e estudo de toda a comunidade universitária que estão em jogo.

Muito ao contrário do que propala a Reitoria, a USP não está bem. O enfrentamento da pandemia de Covid-19 tem sido conduzido de maneira temerária pelos dirigentes universitários, que se deixam orientar pelo fracassado “Plano SP” do governo estadual (com 122 mil mortes no estado até agora). Na USP, 35 funcionários técnico-administrativos e pelo menos seis docentes foram a óbito por Covid-19, sem que o reitor tenha se dignado sequer a lhes fazer uma homenagem protocolar.

O arrocho salarial imposto nos últimos anos pela política de “austeridade fiscal” provocou enorme perda do poder aquisitivo de docentes e de funcionária(o)s técnico-administrativa(o)s. A não reposição de vagas abertas por aposentadorias e desligamentos voluntários (PIDV e outros) e a crescente precarização da carreira docente ameaçam a qualidade do ensino, da pesquisa e da extensão.

Finalmente aprovadas em 2017, as cotas provocaram uma inédita democratização do acesso à USP. Infelizmente, porém, a Reitoria não oferece condições de permanência estudantil à altura para esses e essas estudantes egressos dos bairros populares. A crise do Conjunto Residencial (Crusp) é o sintoma mais visível dessa política da gestão V. Agopyan-A. Hernandes de “empurrar com a barriga” os problemas da permanência.

Plenária dos 3 Setores abre a programação do dia

Três atividades estão previstas para a paralisação de 24/6. Às 9h30 será realizada uma Plenária dos três Setores, com a seguinte pauta: “Defesa da USP, melhores condições de trabalho e estudo, permanência estudantil, recomposição salarial e de pessoal, plano sanitário e educacional”.

Às 15h, haverá o seminário “Em defesa da vida e da Educação”, organizado pelo Andes-Sindicato Nacional. Assista e participe via Facebook — https://fb.com/andessn/ — ou YouTube — https://youtube.com/sindicatoandes.

 

Por fim, às 19h, será realizado evento da Associação dos Pós-Graduandos da USP de São Carlos intitulado “Acolhimento Psicossocial: Como manter a saúde mental na pandemia?”, no endereço virtual http://fb.com/apguspsaocarlos.

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.