O diretor clínico do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), José Simon Camelo Jr., emitiu nota de apoio à professora Carolina Sales Vieira Macedo, do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), que vem sendo alvo de ataques em razão de aula que proferiu sobre “Contracepção na Diversidade (LGBTQIA+)” em novembro de 2021, durante o 59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia.

De acordo com a nota, iniciativas como a da professora Carolina “devem ser apoiadas e parabenizadas e jamais alvo de comentários e montagens grosseiras, covardes e mal-intencionadas, por indivíduos que se escondem nas redes sociais”. Ao que tudo indica, os ataques partiram de participantes do congresso: “Racismo, xenofobia, misoginia, homofobia ou qualquer outra espécie de preconceito não são aceitáveis de nenhuma maneira e muito menos ainda no meio universitário”.

O diretor clínico do HCFMRP destaca ainda que a Medicina praticada no século 21 deve ser “cada dia mais humanizada e inclusiva”, “aberta à pluralidade e comprometida socialmente com a arte de cuidar, sem nenhum preconceito”, e que tal entendimento está sintonizado com as preocupações da Comissão de Direitos Humanos da FMRP.

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.