Daniel Garcia
Estudante intervém durante debate na Aula Pública de 2/3, na História

Uma aula pública com a participação de docentes, funcionários e estudantes, em sinal de protesto contra a arbitrária demissão em massa de funcionários, realizada em janeiro, lotou o auditório da História no dia 2/3. Os dizeres de uma faixa pendurada sintetizavam o sentimento de todos ali: “Nenhuma demissão! Reintegração imediata dos demitidos”.

Compuseram a mesa, para discorrer sobre o tema “USP, pública e democrática?”, os professores Chico de Oliveira (FFLCH) e Luiz Renato Martins (ECA); e, como representantes das entidades, professor João Zanetic (Adusp), Aníbal Cavali, Marcelo Pablito e Claudionor Brandão (Sintusp) e Camila Sousa (DCE-Livre).

No próximo dia 24/3, a Comissão de Educação da Assembléia Legislativa (Alesp) realizará uma audiência pública sobre as demissões de funcionários na USP, requerida pelo deputado Carlos Gianazzi (PSOL), que terá lugar no Auditório Franco Montoro.

O reitor Grandino Rodas foi convidado, mas por lei não é obrigado a comparecer. “O mais provável é que ele não compareça. No entanto, isso trará grande desgaste para a Reitoria”, declarou o diretor do Sintusp Marcelo Pablito ao Informativo Adusp.

Gianazzi também con­seguiu aprovar na Alesp requerimento em que pede à Reitoria esclarecimentos sobre o aluguel, pela USP, de imóveis fora do campus, para abrigar departamentos inteiros desalojados do Antigo Prédio da Reitoria.

 

Informativo n° 321