A consulta à comunidade universitária para a escolha do novo reitor e vice-reitora da USP, prevista para esta quinta-feira (18/11), foi cancelada e adiada para a próxima segunda-feira (22/11).

De acordo com comunicado emitido pela Comissão Eleitoral, a razão do cancelamento foi uma “falha técnica no Sistema OpinaUSP, que gerou instabilidade na interface para alguns usuários”. As causas da falha “estão sendo apuradas e serão divulgadas oportunamente”, diz o comunicado.

De fato, muitas pessoas que tentaram acessar o sistema logo nas primeiras horas previstas para o processo, iniciado às 9h, recebiam a mensagem de que a consulta estava cancelada e seria realizada no dia 22, das 9h às 18h.

No comunicado, a Comissão Eleitoral “tranquiliza” toda a comunidade, garantindo que tais falhas “não deverão ocorrer no dia da eleição, 25/11/2021, pois o Sistema Helios Voting, que será utilizado no pleito, é diverso e já foi testado com sucesso”. A nova consulta, na segunda-feira, utilizará esse sistema, prossegue o comunicado, que não traz nenhum pedido de desculpas pelo transtorno e é encerrado com o desejo de “participação” da comunidade.

No final da tarde desta quinta, o DCE-Livre “Alexandre Vannucchi Leme” divulgou nota intitulada “Exigimos transparência na eleição para reitor da USP”. A entidade considera que “situações como essa só reforçam a falta de transparência na escolha de reitor da USP e tornam ainda mais importante a nossa luta por eleições diretas e democráticas em nossa Universidade, uma vez que a comun idade universitária já é em grande parte excluída da votação de fato para reitor”.

A consulta é aberta a docentes e funcionária(o)s da ativa e toda(o)s a(o)s estudantes de graduação e de pós-graduação, totalizando 97.225 pessoas, de acordo com informações oficiais da universidade.

O processo é apenas “indicativo” à “Assembleia Universitária”, colégio eleitoral restrito e constituído pelo Conselho Universitário, pelos Conselhos Centrais, pelas Congregações das unidades e pelos Conselhos Deliberativos dos museus e dos institutos especializados, a quem caberá votar no dia 25. O resultado da eleição é encaminhado ao governador do Estado, que de fato indicará quem ocupará a Reitoria da USP nos próximos quatro anos.

 

Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.