Cara(o) colega,
 
Como deve ser de seu conhecimento, muito embora a Adusp tenha obtido êxito na ação da URV, a Universidade apresentou obstáculo no cumprimento da execução de sentença, alegando, mais uma vez, como já o fizera no transcorrer da ação, a prescrição da ação para toda(o)s a(o)s beneficiária(o)s, o que foi acatado pelo juiz, esvaziando, na prática, a lista de beneficiária(o)s a receber qualquer diferença.
 
A Adusp apresentou recurso dessa decisão e a USP ofereceu contra razões, para as quais aguardamos julgamento pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.
Portanto, a ação da URV não está concluída e ainda temos etapas pela frente. Não há pagamento algum a ser feito, muito menos precatório!
 
Não caia em golpes!
 
As atualizações sobre a ação são divulgadas unicamente pelos nossos meios oficiais:
 
Temos enviado cartas pelo correio para algumas pessoas, em papel e envelope timbrados. No entanto, a(o)s golpistas têm feito uso da nossa logomarca. Caso receba cartas da Adusp, pedimos que confirme o conteúdo no site ou entre em contato conosco através do e-mail e números de telefone informados acima.
 
O escritório que presta assessoria jurídica para a Adusp não envia e-mails, manda cartas ou mensagens por whatsapp diretamente para a(o)s beneficiária(o)s, e não tem seus dados pessoais ou bancários.
 
Toda e qualquer comunicação será feita por intermédio da Adusp, pelos meios oficiais acima.
 
A(o)s golpistas usam vários números de telefone para enganar e, muitas vezes, têm dados pessoais que a própria Adusp não tem.
 
Caso receba contato de qualquer natureza solicitando confirmação de dados ou depósitos, entre em contato imediatamente conosco nos números de telefone acima. Não forneça ou confirme nenhuma informação pessoal e, muito menos, realize depósitos em contas de pessoas desconhecidas. Tenha clareza que nunca solicitamos depósitos!
 
Esperamos que o transtorno cesse o quanto antes, e que as pessoas responsáveis pelos golpes sejam identificadas.
 
Seguiremos atenta(o)s e disponíveis para ajudá-la(o)s.
 
Cordiais saudações,
Michele Schultz.
Utilizamos cookies

Utilizamos cookies neste site. Você pode decidir se aceita seu uso ou não, mas alertamos que a recusa pode limitar as funcionalidades que o site oferece.